Resumo:"A política de proteção social no Brasil é uma 'colcha de retalhos' histórica, composta por programas que pagam valores diferentes a pessoas na mesma situação, deixam muitas desprotegidas (17 milhões de crianças, especialmente) e está cheia de duplicações e outras ineficiências. Essa colcha de retalhos incongruente é apenas levemente progressiva e produz efeitos muito modestos na distribuição de renda". (...)

Palavras chave:proposta, unificação, benefícios, proteção social, crianças, jovens, vulneráveis, pobreza
Data de publicação:
Tipo/Issue:One Pager/432
ISSN:2318-9118

Você também pode baixar em outras línguas:

Esta publicação também pode ser encontrada em um formato condensado e/ou expandido: